Pular para o conteúdo

Sobre Guilherme

16 de setembro de 2010
by

Amar, todo mundo ama. Vamos lá, não é difícil. Eu amo minha mãe, meu pai, meu irmão, meus cachorros. Amo chocolate de gianduia. Amo sentar naquelas cadeiras de madeira em qualquer calçada esburacada de São Paulo, me reunir com meus amigos e dar risadas, contar receios em meio a copos americanos cheios de cerveja gelada. Amo teatro. Amo cinema. Amo musica. Não, não é difícil.

Já vou avisando que não amo Guilherme. E como poderia? Foi por ele que desci ao um nível de humildade no qual nunca havia chegado. Sou quase Chico Xavier, sério.  E eu sou orgulhosa,  muito orgulhosa, orgulhosa pra cacete! Eu insisti em mandar mensagem mesmo quando ele não me atendia. E quando ia pra casa dele, levava cerveja gelada. E o admirava! E eu me via ao lado dele (a não ser quando ele falava “pra nóis”, o que me dava calafrios no pâncreas).

(e quando ele dizia que miojo era a comida ideal)

(e quando ele não entendia o filme que estávamos assistindo)

(e quando ele me mostrou o novo chinelo dele: um Raider)

(e quando ele foi me encontrar com uma camiseta suja de sopa)

Enfim…

Guilherme não sabe, e nunca saberá, mas ele foi o primeiro homem e me ensinar a coisa mais importante sobre relacionamentos: que aprender a amar é fácil, o difícil é aprender a sofrer.

Anúncios
No comments yet

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: